mesa trabalho computador caderno

4 motivos pelos quais seu chefe vai odiar seu intercâmbio

Quando você decide fazer um intercâmbio, tem que dar a notícia pra família, amigos e, claro, pro seu atual chefe. Aquele cara que, salvo boas exceções, adoraria que você continuasse no Brasil dando seu sangue pela empresa dele.

Se por um lado os motivos para fazer intercâmbio são muitos (listamos 4 incríveis abaixo), as razões para agradar a todos são poucas. Por isso, o importante é que você esteja empolgado.

Este post vai te ajudar a encontrar ainda mais motivações para viajar.

Afinal, seu chefe pode até apoiar seu intercâmbio. Mas quanto mais ele gosta de você, mais razões tem para querer que você fique. E não é essa a ideia, certo? Se você passou ou ainda vai passar por isso, se liga nesta lista que preparamos (e vai se segurando pra não chutar o balde antes da hora).

 

1. Você vai voltar mais independente

intercâmbio ser independente

Receber ordens não será mais uma coisa tão natural. Ao invés disso, você vai sentir prazer em fazer as coisas do seu jeito.

São muitos os casos de gente que, depois de uma viagem, decide abrir seu próprio negócio. Alguns entram nessa ainda durante a viagem. O casal Leo e Rachel Spencer, do Viajo Logo Existo, é um exemplo: usam fotos e relatos para sustentar sua trip de volta ao mundo.

Outras pessoas passam a buscar trabalhos mais flexíveis, que proporcionem mais liberdade e tempo para aproveitar a vida. O fotógrafo @lebackpacker é belga e, depois de 1 ano e meio viajando pela Oceania, está trabalhando para o departamento de turismo da cidade de Wanaka, na Nova Zelândia. O que ele faz? Fotografa a região e posta tudo no seu Instagram, que já conta com mais de 100 mil seguidores.

Quando viaja, você cria consciência de que a vida é sua, e os erros e acertos dependem só de você.

 

2. Você vai se dar conta de que o seu salário não é tão bom assim

intercâmbio salário

Talvez você já esteja insatisfeito neste ponto. Mas mesmo que seu salário atual pague suas contas e sua cervejinha das horas livres, você passa a ganhar em euros ou dólares, por exemplo. Falamos sobre essa possibilidade neste post.

Outra coisa são os preços de eletrônicos, roupas, móveis, passagens. Ao receber numa moeda mais valorizada, esses itens se tornam mais baratos. Os valores são mais justos. Aqui no Nós na Gringa já mostramos que, na maioria dos destinos de intercâmbio, o poder de compra é maior.

Fora tudo isso, sempre fica aquela sensação de que dinheiro nenhum compra a sua liberdade. Nenhum salário é bom enquanto você estiver preso num mesmo lugar.

 

3. Você vai se sentir capaz de qualquer coisa

intercambio liberdade

Você aprende uma nova língua, faz amigos de etnias completamente diferentes, trabalha em algo que nunca imaginou.

Curte viagens incríveis organizadas por você mesmo, vive centenas de coisas que nunca havia feito, aprende a sair de perrengues com classe… Quem vai dizer que você não é capaz de assumir um cargo novo?

Ou então: quem vai falar que você não é capaz de tocar sua própria empresa? Você pode. Não importa o que os outros digam.

 

4. Seu antigo emprego vai parecer um passo para trás

intercambio emprego antigo

Voltar ao seu antigo emprego será como voltar algumas casas no tabuleiro. Depois de encarar um intercâmbio, você fica a fim de desafios cada vez maiores.

A tranquilidade de fazer algo que você já fez pode ser interessante. Mas a empolgação de fazer algo novo supera o comodismo.

Isso não significa cuspir no prato que comeu. Mas o mundo muda, as pessoas mudam. E os seus objetivos também. O melhor disso tudo é que sempre é possível mudar pra melhor.

Gostou da reflexão? Confira também este outro post:
Intercâmbio ajuda ou atrapalha na carreira?


Foto Euro:
Flickr (Creative Commons) / Demais fotos: Unsplash