agência de intercâmbio 01

Agência de intercâmbio: 10 dicas para não errar na escolha

Quer escolher uma boa agência de intercâmbio? Fique sabendo que pode não ser uma tarefa tão fácil quanto você pensa. Depois de passar pelos anseios – “vou ou não vou?”, “viajo ou fico?” – que precedem a decisão da viagem (todo mundo passa por isso, você não?), chega a hora de dar esse passo importante para concretizar sua caminhada.

Contratar os serviços de uma agência facilita bastante a viagem. Na verdade, te poupa de uma série de aborrecimentos. Mas e aí? Você já tem ideia sobre como escolher a melhor empresa de intercâmbio? Já tem alguma em vista?

Espere um pouco! Não se precipite. Antes de tomar a decisão final, dê uma olhada em nossas dicas para não cometer um erro na escolha. Vamos lá?

 

1. Aprenda sobre intercâmbio em geral

Isso mesmo! Corra atrás de boas informações. Elas funcionam como uma luz que te direciona para a opção mais adequada. Estar lendo este artigo já é uma ótima decisão. Mas também vale conversar com amigos ou conhecidos que já passaram por essa experiência.

Você não precisa ser o maior especialista sobre intercâmbio para poder fazer o seu. No entanto, quanto mais conhecimento no assunto você tiver, mais fácil será a escolha da agência.

Aqui no Nós na Gringa, por exemplo, temos uma série de 8 aulas gratuitas sobre intercâmbio. Para recebê-las, você só precisa cadastrar seu e-mail aqui.

agência de intercâmbio 03

 

2. Visite as agências que puder

Faça visitas às agências que oferecem o serviço de intercâmbio no mercado. Observe, pergunte, analise. Se achar muito cansativo fazer isso pessoalmente, prefira contatos online. Você pode usar WhatsApp, Skype, e-mail. Hoje em dia, jeito de se comunicar é que não falta.

 

3. Não perca as feiras de intercâmbio

Nas feiras de intercâmbio, você tem a oportunidade de conhecer de perto algumas empresas e descobrir como é sua atuação. Nesses eventos são oferecidas informações interessantes que podem te ajudar a decidir.

Normalmente, as feiras contam com diversas organizações da área que aproveitam para mostrar seus principais benefícios. Ali você também encontra outras pessoas que já interagiram com diferentes agências de intercâmbio e têm muita coisa para contar.

 

4. Confira depoimentos de outros intercambistas

Leia depoimentos na internet, como nos próprios sites e blogs das agências de intercâmbio. Converse com quem já foi e voltou e com quem ainda anda por lá.

Sempre que puder, ouça com atenção o que essas pessoas têm a dizer. Dessa forma você pode coletar informações específicas e baseadas na experiência pessoal.

 

5. Saiba até que ponto a agência pode te ajudar

Se você é o tipo de intercambista que espera o máximo suporte durante toda a sua estadia, certifique-se de que a agência tem escritório na cidade de destino (cidade para qual a você pretende ir).

Já pensou chegar lá, não entender totalmente a língua, não conhecer ninguém e ainda não ter essa ajuda? Não dá! Chegando ao destino você precisa ter a quem recorrer em caso de necessidade.

Alguns estudantes ainda preferem agências que contam com alguns serviços específicos de apoio, como consultas com psicólogos, apresentação da cidade e auxílio para abrir conta no banco.

agência de intercâmbio 05

 

6. Consulte o Reclame Aqui

É melhor prevenir do que remediar. Antes de fechar com qualquer agência de intercâmbio, dê uma boa pesquisada no site Reclame Aqui. Veja se a agência escolhida é uma empresa séria, que merece sua confiança.

Observe se há reclamações registradas, mas não deixe de usar o bom senso ao encontrar alguma queixa. Afinal, algumas pessoas reclamam sem razão.

 

7. Certifique-se de não estar sendo enrolado

Veja se a agência de intercâmbio escolhida não está te empurrando serviços que não deveriam ser obrigatórios. Um exemplo é o transfer, transporte que leva o intercambista do aeroporto até a sua acomodação. Esse serviço pode ser útil, mas em alguns casos é incluído sem o cliente pedir.

As agências podem e devem oferecem todo tipo de serviço complementar. Muitos intercambistas optam por fechar tudo com a própria agência, desde um seguro de viagem extra até o cartão travel money. No entanto, é importante lembrar que esses itens não devem ser obrigatórios no contrato.

 

8. Descubra Quanto vale seu dinheiro

Observe a cotação de moeda estrangeira utilizada. Às vezes uma agência de intercâmbio tem o melhor orçamento se você olhar o pacote em dólar ou euro, por exemplo, mas após transformar em real você percebe que a taxa de conversão está alta demais.

Uma boa opção é utilizar as taxas de câmbio oficiais do Banco Central como referência. É normal que as taxas das agências sejam mais altas do que os valores do Banco Central. Porém, tome cuidado para não pagar valores exagerados.

agência de intercâmbio 02

 

9. Veja se é uma empresa legal (legalizada)

Elas são legais, gente, mas não basta. É preciso que estejam legalizadas. Fique atento à situação apresentada pela sua agência de intercâmbio junto aos órgãos do Governo. Observe em sites como o da Receita Federal e Procon se está tudo devidamente oficializado. Pesquise a situação da instituição.

Tendo em mãos CNPJ, razão social e CEP, você pode averiguar facilmente a idoneidade da empresa. Assim você ficará livre de se meter em confusão e não se envolverá com empresas que têm processos na justiça e problemas legais.

 

10. Conheça seu pacote de intercâmbio

Antes de fechar com uma agência de intercâmbio e escolher definitivamente o pacote, veja se você conhece todos os detalhes do que está comprando. Seja minucioso. Peça detalhes sobre cada item incluso, além de informações sobre o país em geral. Agindo assim, você evitará surpresas ruins.

Veja a lista com alguns dos principais pontos que você deve conferir:

  • Data de embarque e data de início das aulas;
  • Quanto terá que gastar com o curso, inscrições ou matrículas;
  • Lista total de documentos necessários e despesas com documentação;
  • Como será o processo de obtenção do visto;
  • Quanto custará a moradia e como será o acesso a ela;
  • O gasto médio com transporte no destino e preço médio da passagem de avião;
  • Seguro saúde obrigatório e possível seguro de viagem adicional, caso deseje;
  • Credibilidade da agência de intercâmbio e da escola (de inglês, por exemplo) que você escolher.

Lembrando: não deixe nada para a última hora. Previna-se de qualquer problema conferindo as informações com antecedência.

 

Dica extra sobre as agências de intercâmbio

Ah! Não poderíamos deixar de dizer que, na verdade, as empresas de intercâmbio são somente facilitadoras do processo. Não é bom que você fique 100% dependente delas.

Qualquer estudante pode perfeitamente buscar informações por conta própria. Com isso, você não apenas ganha a oportunidade de economizar uma boa quantia, como também viaja com muito mais segurança e confiança. O ideal é informar-se bem e providenciar cada ponto para não passar aperto.

 

Conclusão: hora de escolher sua agência de intercâmbio

agência de intercâmbio 04

Depois de pesquisar várias agências de intercâmbio, sente-se em um local tranquilo, coloque uma música de fundo e compare as empresas com as quais você conversou. É a hora de finalmente decidir por uma delas!

Como comentamos, essa não é uma decisão fácil. Por isso, buscar informações realmente funciona e faz com que você viaje com mais segurança e bem mais tranquilidade. Nesse ponto, podemos te dar uma ótima ajuda!

Se você está a fim de saber muito mais sobre intercâmbio, assine nossa lista de e-mails e fique informado de verdade. 😉

Intercambista, produtor de conteúdo e viajante compulsivo. Faz planos para o futuro diariamente e muda de ideia com a mesma frequência. Depois de morar fora, percebeu que ser tímido não é barreira para nada.