cozinha em um albergue

Albergue: guia completo para se hospedar em hostels no mundo todo

Quanto você pagou na sua última hospedagem? Se o valor pesou no bolso, é bem provável que você não tenha ficado em um albergue ou hostel.

Esse tipo de hospedagem costuma ter um excelente custo-benefício, especialmente para intercambistas, mochileiros e viajantes mais aventureiros. Ou seja, para todos aqueles que têm vontade de viver experiências diferentes, conhecer pessoas e ainda economizar uma grana.

Infelizmente, os albergues ainda são pouco divulgados por agências de viagem e pela mídia, fazendo com que muita gente tenha uma ideia errada a respeito desse modelo de acomodação.

Neste post vamos explicar:

O que é um albergue ou hostel?
Principais vantagens de se hospedar em um albergue
Qual a diferença entre hostel (albergue) e hotel?
• 4 mitos sobre albergues
Dúvidas frequentes sobre albergues (e suas respostas)
Como pesquisar e reservar albergues
• 5 dicas para encontrar o melhor albergue

E você, quer entender tudo sobre albergue ou hostel? Então continue lendo! 🙂

 

O que é um albergue ou hostel?

Albergues (ou hostels) são um tipo de hospedagem econômica no qual você geralmente divide o quarto com outras pessoas. As camas são sempre de solteiro e é comum que os quartos tenham dois ou mais beliches, mas em alguns casos são camas comuns (como na foto abaixo).

Normalmente os albergues também têm cozinhas coletivas, banheiros e outras áreas (salas, jardins, etc.) de uso compartilhado.

albergue quarto coletivo em hostel

 

Principais Vantagens de se hospedar em um albergue

Esse tipo de acomodação é ótimo para fazer amigos (conversar com pessoas dos mais variados países e idiomas), além de economizar dinheiro e ainda pegar muitas dicas de viagens e aprender sobre a cidade e o país.

Por conta disso, essa é uma opção muito boa para mochilões e também para as primeiras semanas de um intercâmbio, enquanto o estudante ainda está se habituando ao novo país. Nos albergues é possível fazer amigos e até contatos profissionais para quem deseja conseguir emprego na cidade ou região.

Boa parte dos hostels ainda conta com programações exclusivas, como festas e pub crawls, filmes, passeios guiados pela cidade, entre outros eventos e atividades.

 

Diferença entre hotel e hostel (albergue)

Hotel

No hotel, normalmente você reserva um quarto individual que oferece cama, frigobar e banheiro. Em relação aos serviços, os hotéis tradicionais contam com camareira  — para arrumar o quarto enquanto você está fora — e muitos oferecem café da manhã.

Além disso , existem serviços de informação e turismo, com a possibilidade de chamar táxi ou translado para o aeroporto, reservar passeios e assim por diante. Porém, esses passeios extras costumam ser bem mais caros.

De modo geral, o hotel é bem individual. Você até pode interagir com outros hóspedes, mas não é tão provável que isso aconteça. Afinal, às vezes você nem chega a encontrar outras pessoas.

 

HoStel (ALBERGUE)

Ao contrário dos hotéis tradicionais, os hostels (com “S” no meio) costumam oferecer quartos e banheiros coletivos. Isso significa que o hóspede divide um quarto com outras pessoas, sendo que o número de camas pode variar totalmente de um albergue para o outro.

Muitas vezes também existe a opção de alugar um quarto individual em um hostel. Nesse caso, você continuará podendo usar áreas comuns, como a cozinha e os espaços de lazer.

Diversos hostels têm quartos de diferentes tamanhos, também variando o preço de um para o outro. Por exemplo, um quarto com 8 camas pode ser mais barato, enquanto o quarto com 6 camas custa um pouquinho mais. Já um quarto individual pode ter um preço muito mais alto.

Uma das grandes diferenças, no fim das contas, é que você acaba interagindo bem mais com outras pessoas. Em um albergue é bastante comum fazer amigos de várias partes do mundo.

Outro ponto importante é que na maioria dos albergues você pode cozinhar e guardar seus alimentos em uma geladeira (e muitas vezes até congelador). Essa é uma boa oportunidade para economizar com restaurantes, já que comer fora pode ser uma das partes mais caras de uma viagem.

A grande maioria dos hostels ainda conta com:

  • Máquina de lavar (em alguns albergues você pode usar de graça, em outros é preciso pagar uma pequena taxa);
  • Internet wi-fi (normalmente gratuita e disponível em todo o hostel);
  • Café da manhã (às vezes gratuito, outras vezes disponível mediante o pagamento de uma taxa);
  • Armários com cadeados;
  • Luggage Room: sala para deixar suas malas mesmo após o check-out;
  • Cozinha compartilhada;
  • Atividades e eventos;
  • Mapas e informações turísticas.

fazendo amigos em um hostel

 

4 Mitos sobre albergues

1. Albergues são sujos

A grande maioria dos hostels conta com equipes de limpeza para a manutenção constante do local. Os lençóis e roupas de cama são trocados toda vez que um hóspede faz check-out, portanto é raro ter problemas em relação a isso.

É claro que os quartos nem sempre ficarão totalmente organizados, já que isso depende do nível de organização pessoal de cada hóspede. Mas, de maneira geral, o bom senso e a coletividade prevalecem.

 

2. Albergues são perigosos

Casos isolados de furtos acontecem, mas são raríssimos. Depois de me hospedar em albergues em diferentes países ao redor do mundo, cada vez mais tenho a sensação de que os hostels são bastante seguros.

Obviamente, cada pessoa precisa cuidar dos seus pertences, usando os armários com travas para guardar os objetos de valor. Desde que você tome esse cuidado básico, dá para ficar despreocupado.

 

3. Albergues só valem a pena por causa do preço baixo

Não é verdade. Os albergues são uma opção com excelente custo-benefício, mas vão além disso. Também são uma ótima alternativa para fazer amigos, especialmente para quem viaja sozinho. Muitos hostels tem um clima bacana, hospitaleiro e descontraído.

 

4. Albergues são apenas para gente jovem

Os jovens realmente são maioria nesse tipo de acomodação, mas existem hóspedes de todas as idades. Em alguns locais é comum encontrar até mesmo idosos viajando pelo país e se hospedando em albergues.

 

Dúvidas frequentes sobre albergues

Homens e mulheres dormem no mesmo quarto?

Depende. Na hora de fazer sua reserva você pode ler as especificações. Mixed dorms são dormitórios que abrigam tanto homens como mulheres, mas muitos albergues também têm quartos exclusivos para as meninas.

Nunca ouvi falar de nenhuma mulher que teve problemas dividindo quarto com homens. De qualquer jeito, algumas pessoas podem se sentir desconfortáveis e preferir compartilhar quarto com quem é do mesmo sexo. Nesse caso, é importante prestar atenção na reserva.

 

O que é curfew e lock-out?

O curfew praticamente não existe mais em nenhum lugar do mundo. É uma espécie de “toque de recolher” em que você deve voltar ao hostel até um certo horário da noite. Caso contrário, ficará trancado do lado de fora.

O mesmo acontece com o lock-out, que também é raro. Esse é um pequeno período do dia em que a equipe pede que você fique fora do quarto para que eles possam limpar o local e arrumar as camas de quem saiu.

albergue hostel área comum

As camas são confortáveis?

Esse ponto não costuma pesar nem a favor nem contra. Geralmente as camas e colchões têm uma qualidade suficiente para dormir tranquilo. Mas isso não significa que todos os colchões serão novinhos ou que terão a exatamente densidade que você prefere.

 

As cozinhas são equipadas com pratos e panelas? Quem lava esses itens depois que são usados?

Sim, as cozinhas costumam ser equipadas com panelas, pratos, copos, xícaras e talheres — algumas têm muitos itens, outras só o básico.

Depois de usar qualquer item de cozinha, você sempre será responsável pela limpeza do mesmo. O sistema é simples: sujou, limpou.

Importante: procure sempre lavar tudo que você usou logo depois de cozinhar. Sei que o conselho parece óbvio, mas tem gente que deixa os pratos e panelas “de molho” o dia inteiro. Aí é sacanagem, né? Haha.

 

E os banheiros, são bons?

Quanto se trata de banheiros, tem de tudo. Alguns se parecem com vestiários e muitos são divididos por gênero, mas também tem aqueles que são de uso comum entre homens e mulheres.

Seja qual for o estilo, geralmente a área dos chuveiros é bem privativa. Mas, de qualquer forma, procure dar uma olhada nas fotos antes de finalizar a reserva. Assim você evita pegar um albergue com banheiro ruim.

 

Como pesquisar e reservar albergues

A pesquisa e reserva de albergues é bem simples. Você pode fazer tudo pela internet, sem precisar ligar nem ver o local pessoalmente.

A principal dica é utilizar os sites agregadores de hospedagem. Neles você pode conferir rankings com as notas de cada hostel, fotos dos locais, opiniões e depoimentos dos hóspedes que já ficaram lá, e assim por diante.

Os principais sites para reserva de albergues ou hostels são:

  • Booking.com – é o meu site preferido e o primeiro em que entro para pesquisar por hostels. Você vai encontrar basicamente os mesmos hostels em todos os sites. Mas, pelo menos pela minha experiência, o Booking costuma mostrar preços um pouco menores.
    Dica: o Booking não exige nenhum pagamento antecipado de taxa para reserva!
  • Hostelworld e Hostels.com – esses dois sites têm propostas bem parecidas. Os dois pedem que você pague uma taxa para garantir a reserva. Isso não quer dizer que você vai pagar a mais: na hora do seu check-in, essa taxa será descontada das suas diárias.

albergue dublin irlanda

 

5 dicas para encontrar o melhor albergue

1. Veja as notas nos sites especializados

Os sites de reservas classificam os hostels de acordo com as avaliações dos usuários, gerando uma nota para cada estabelecimento. Eu normalmente só olho os albergues que possuem notas de 8,0 para cima. Caso contrário, as chances de entrar em uma furada são bem maiores.

Ah, importante: muitas vezes os hostels com as melhores notas também são aqueles que possuem as melhores localizações. Isso facilita na hora de se movimentar pela cidade e conhecer os pontos turísticos.

 

2. Leia os reviews (comentários) de quem já ficou lá

Conferir as notas dos estabelecimentos é uma prática excelente, mas nem sempre os números contam tudo. Por isso, também vale a pena ler os comentários de quem já se hospedou no local em que você pretende ficar.

Além dos três sites que citamos acima — Booking.com, HostelWorld e Hostels.com —, você também pode consultar o TripAdvisor para conferir avaliações de outros hóspedes.

 

3. Certifique-se de que o local oferece todos os serviços que você precisa

Essa dica vem de uma experiência pessoal (ou furada, diga-se de passagem rsrs). Recentemente reservei um hostel sem perceber que ele não tinha cozinha. Isso aconteceu justamente porque a grande maioria dos albergues têm cozinha, então acabei deixando passar esse detalhe.

Por causa disso, acabamos tendo que comer fora todos os dias durante a nossa hospedagem. Além de gastarmos muito mais com alimentação, acabamos tendo que adaptar nossos hábitos alimentares — algo que não esperávamos inicialmente.

Sabendo disso, sempre confira os itens que são oferecidos e certifique-se de que o albergue tem tudo que você precisa. Por exemplo: café da manhã, armários com cadeado, cozinha, toalhas, etc.

 

4. Preço (custo-benefício)

A proposta geral dos hostels é justamente ser uma opção com melhor custo-benefício. Ainda assim, os preços podem variar bastante de um estabelecimento para o outro. E vale ficar atento: nem sempre os albergues mais caros são melhores.

Muitas vezes a diferença de preço tem a ver com a infraestrutura do local ou até com a marca. Existem hostels com um clima mais “família”, que parecem uma casa, e normalmente têm preços mais acessíveis. Isso não quer dizer que percam em qualidade: às vezes eles são até mais aconchegantes e divertidos!

 

5. Localização

Como comentei, a localização é muito importante e faz toda a diferença para que você possa aproveitar a cidade ao máximo. Ficar em um bairro ruim pode acabar prejudicando toda a sua experiência em um local.

Por isso, não esqueça de conferir a localização do albergue em que você pretende ficar. Dentro dos próprios sites de pesquisa, normalmente você tem acesso a um mapa que mostra o endereço direitinho.

 

Conclusão

Albergues ou hostels não são necessariamente melhores ou piores do que outros tipos de hospedagem. O mais importante é conhecer essa possibilidade, pois suas viagens podem ter um custo-benefício ainda melhor.

Além disso, ficar em albergue é uma ótima chance de fazer amigos ao redor do mundo. Pense bem: depois você pode viajar ainda mais para visitar seus novos amigos em outros países e continentes. Não é uma má ideia, né?

Gostou desse post? Então compartilhe nas suas redes sociais. Assim, seus amigos também podem se hospedar gastando pouco!

 

Intercambista, produtor de conteúdo e viajante compulsivo. Faz planos para o futuro diariamente e muda de ideia com a mesma frequência. Depois de morar fora, percebeu que ser tímido não é barreira para nada.