vergonha dizer contar precisa emprego

5 erros fatais na hora de procurar emprego no exterior

Conseguir emprego no exterior é provavelmente a preocupação número um de 9 em cada 10 intercambistas. Mais do que isso: para a maioria das pessoas, é importante arrumar um trabalho logo nas primeiras semanas.

Não há fórmula para arrumar trabalho no exterior, mas existem vários erros graves que podem ser facilmente evitados. Separamos os principais para você aprender da melhor forma possível: com a experiência dos outros.

 

1. Fazer um único currículo para diferentes vagas/profissões 

emprego no exterior curriculo

Você topa trabalhar com qualquer coisa? Legal! Mas na hora de contratar, as empresas querem gente decidida e interessada justamente nas vagas que eles oferecem. Se o seu currículo traz experiências em vendas, administração, eventos e bares, por exemplo, fica difícil entender qual é seu objetivo.

Por isso, faça um currículo diferente para cada tipo de vaga pretendida.

Quer um exemplo? Se você vai procurar emprego em pubs e empresas de limpeza, faça dois currículos.

No primeiro, diga que seu objetivo é ganhar experiência na área de hospitalidade, pois você gosta de lidar com pessoas. No segundo, mostre que você é um profissional comprometido com organização e limpeza. Parece pouca coisa, mas isso pode ser decisivo para você conseguir um emprego no exterior.

 

2. Esperar que uma resposta de e-mail caia do céu

emprego-no-exterior

E-mail pode dar certo, é verdade. Sites de classificados também. Acontece que você não pode depender deles. Na esmagadora maioria das vezes, você não vai receber resposta nenhuma.

O segredo é pesquisar muito, bater perna, tentar indicações com amigos, ir pessoalmente, se oferecer para um trial. Enfim, fazer tudo o que estiver ao seu alcance.

 

3. Achar que você é bom demais para aceitar determinado emprego no exterior

emprego no exterior jardinagem

Tudo depende de quanta gordura você tem pra queimar, ou seja, quanta grana você tem guardada. Agora, se precisar de dinheiro, pegue o primeiro emprego pra lavar pratos que aparecer. Depois, procurando com calma, fazendo contatos e lapidando seu currículo, você certamente vai arrumar algo melhor.

 

4. Entrar em desespero

emprego-no-exterior

Às vezes o primeiro job leva um tempo para rolar. É normal. Alguns dão sorte, outros nem tanto. Mas países como Austrália, Irlanda, EUA, Canadá e Nova Zelândia costumam ter bastante oportunidades para estrangeiros. Antes de entrar em colapso, respire fundo e faça algo que o relaxe – meditação, caminhada ou gritar bem alto numa rua deserta. Não importa.

A partir daí, pense no que você ainda pode fazer pra conseguir seu primeiro job. Coloque em prática. Mais cedo ou mais tarde, sua chance aparece. E lembre-se sempre: tem candidatos que transmitem confiança e outros que passam desespero. Esteja sempre no primeiro grupo.

 

5. Ter vergonha de dizer que precisa de emprego

emprego no exterior

Uma das regras de ouro de um intercambista em busca de emprego é: fale pra TODO MUNDO que você está procurando emprego. Seus colegas de aula, colegas de casa, grupos do facebook, amigo do amigo do amigo do fulano. Seja “chato”.

Na primeira semana em que procurei emprego em Sydney, vi um cara colando cartazes em postes. Fui até ele e perguntei onde ele conseguiu o emprego. Prontamente ele me disse que estava voltando pra Europa em duas semanas e me passou o contato da empresa pra eu tentar a vaga dele.

Mais do que isso, disse pra eu escrever no e-mail que era amigo dele, e ainda anotou seu nome completo pra mim. No fim das contas, mandei o e-mail e nunca recebi resposta (voltamos ao item 2), mas ficou a lição. Pessoas boas estão por toda parte, prontas pra ajudar. Faça com que elas saibam que você precisa de ajuda.

 

Além de conseguir emprego no exterior, outro ponto importante do intercâmbio é a moradia. Você já leu nosso post que fala sobre isso?

Dúvida de Intercâmbio: Morar com Brasileiros ou Estrangeiros?

Fotos: Flickr (CC0)

Intercambista, produtor de conteúdo e viajante compulsivo. Faz planos para o futuro diariamente e muda de ideia com a mesma frequência. Depois de morar fora, percebeu que ser tímido não é barreira para nada.