intercâmbio na Irlanda como funciona

Intercâmbio na Irlanda: entenda como funciona

Você acha que um intercâmbio na Irlanda é sonho que está longe de acontecer, não é? Aposto que uma viagem como essa é item número um em sua lista de desejos de começo de ano. Acertei?

Você já fez planos, pensou, repensou, mas ainda não se decidiu. Afinal, há muito em jogo. Interromper a faculdade? Repensar a trajetória profissional? Ficar longe da família e amigos?

São questionamentos que passam por sua cabeça. Sem falar na questão financeira e na reserva que você precisa para se sustentar longe de casa. E aí, bate uma terrível indecisão. A cada dia vai ficando mais difícil tomar uma atitude e resolver.

 

Intercâmbio na Irlanda é possível

intercambio na irlanda cliffs of moher

Se pensamentos negativos passam pela sua cabeça ao pensar na viagem, saiba que sempre há um caminho. Muitas vezes, focamos apenas nos problemas e deixamos de encontrar as possíveis opções. E isso nos impede de avançar.

Mas se estressar não resolve nada, certo? Estamos aqui exatamente para mostrar a você que a coisa não é tão complexa assim.

Então nos acompanhe neste texto. Venha descobrir como fazer um intercâmbio na Irlanda, viver um incrível aprendizado e realizar a viagem dos seus sonhos.

 

Irlanda do Intercâmbio: Um pouco sobre o país

intercambio na Irlanda como funciona

Para quem deseja fazer um intercâmbio na Irlanda, a primeira coisa a pensar é sobre o destino em si. Afinal, sair de sua terra e ter que conviver com outra cultura, outro clima e até mesmo outros valores, é algo inusitado.

Portanto, para atenuar as prováveis surpresas, nada como um conhecimento prévio do país. Inclusive, já falamos sobre 13 curiosidades de Dublin e da Irlanda aqui no Nós na Gringa. Mas aproveite para aprender mais a seguir:

 

O Clima

Brasileiro que vai para a Irlanda pode se preparar para estranhar o clima. Bastante frio em comparação ao nosso país tropical. A temperatura acaba sendo um dos maiores impactos para quem chega: no inverno, ela geralmente varia de 4ºC a 8ºC. Dá pra encarar? A resposta é sim. Não se assuste.

Só não pense que o verão é tropical: ele varia de 15ºC a 20ºC. E o incrível é que, apesar do frio, raramente se vê neve por aqui. Outro fato bem estranho é a duração dos dias. No inverno só clareia por volta de 9 horas. E às 16 horas já é noite. Como dizia minha avó, “tem que dormir com as chickens”.

No verão, às 5 horas você já pode levantar-se. E… pasme! O sol só se põe às 23 horas. Não acontece o famoso sol da meia-noite, mas é quase isso. E como chove! 270 dias por ano na Irlanda.

 

O comer irlandês

Saiba que a comida reserva várias surpresas. Se serão boas ou ruins, vai depender de seu paladar. Tem gente que come de tudo e gosta. Outros sofrem um pouquinho.

Na Irlanda, os hábitos alimentares são bem diferentes dos nossos. Pão com manteiga? Arroz com feijão? Esquece. Feijão até que tem (baked bean). Mas é branco, com molho de tomate e servido no café da manhã.

O que salva é a batata. Tem muitos pratos com ela por aqui. Ela faz parte da alimentação básica mais tradicional dos irlandeses.

Ainda assim, se você quiser fazer sua própria comida, poderá encontrar no mercado o arroz e o feijão em lata. Procurando bem, dá até para encontrar o nosso feijão brasileiro.

 

Irlanda: Ilha Esmeralda

Como você vê os desafios são muitos, mas tudo é superável. Principalmente porque é raro quem não se encanta pela Irlanda. O fascínio começa logo nos primeiros passeios. São lugares fantásticos onde a natureza mostra todos seus encantos.

Poucas pessoas não ficam boquiabertas diante tanta beleza natural. Sabia que Irlanda é chamada de Ilha Esmeralda? Esse é seu nome poético, pela quantidade de verde que tem. É mais um motivo para começar a planejar já. E nisso podemos te dar uma ajudinha legal.

 

Intercâmbio na Irlanda: ideias e soluções

intercambio na Irlanda como funciona 02

Uma viagem como esta vai além do que simples turismo. Mas é perfeitamente viável. Basta organização, planejamento e boas informações. Na verdade, existem alternativas nas quais você ainda não pensou. Quer saber quais são?

 

Euro? Dólar? Real? A reserva que você tem e a que realmente precisa

Um dos primeiros problemas que surgem é em relação ao dinheiro. Afinal, como se sustentar?

Existe, sim, uma reserva de dinheiro específica que você deve ter antes de iniciar seu intercâmbio na Irlanda. Esta reserva é de 3000 euros. Quer saber qual o melhor jeito de levar dinheiro para o exterior? A gente te mostra aqui neste post.

Parece bastante grana, mas saiba que você pode estudar e trabalhar. E o dinheiro que você ganha dá perfeitamente para cobrir suas despesas.

O valor que você recebe trabalhando em qualquer emprego (restaurante, bar, etc.) costuma ser mais do que suficiente para se manter e ainda fazer algumas viagens pelos outros países da União Europeia.

De qualquer forma, não se iluda achando que seu primeiro emprego será na área para a qual você se especializou no Brasil. A não ser que você dê muuuita sorte mesmo! A princípio tem que encarar cozinha de restaurante, bares, faxina, ser garçom, serviço de babá, ou outros deste tipo.

Porém, a compensação vai superar rapidamente a frustração. Isso acontece quando você percebe que este emprego “mixuruquinha” traz uma diversidade de aprendizados, novas vivências e bons relacionamentos.

E o melhor é que com este dinheiro você paga suas despesas e ainda sobra para fazer as já citadas viagens. Não acredita? Então, dê uma olhada neste post que a gente fez contando como um “subemprego” no exterior vai melhorar sua vida.

E então? Quer saber como estudar inglês e trabalhar na Irlanda? A gente explica!

 

Estudar e trabalhar na Irlanda

Existem algumas exigências para obtenção de visto de estudante de intercâmbio na Irlanda. Alguns requisitos são necessários para estudar inglês e/ou fazer curso profissionalizante. Observe o que é solicitado e organize-se:

  • Você precisa de visto de estudante. Ao chegar à Irlanda você precisará apresentar uma carta fornecida por uma instituição de ensino, mostrando que está indo para estudar. É fornecido então um visto provisório de visitante.
  • Também é exigida uma comprovação de reserva financeira, depositada em conta do país. Deve ser equivalente a EUR 3000 (três mil euros). Lembrando que você não perde esse dinheiro! Ele é seu e poderá ser usado para suas despesas posteriormente.
  • Ao estudante de intercâmbio é concedido um visto de 8 meses, sendo 6 meses de aula e 2 meses de férias. A duração desses cursos é de no mínimo 25 semanas, sendo a carga-horária mínima de 15 horas-aula semanais.

Você vai precisar de um emprego para se sustentar? Sem problemas, é possível trabalhar no contraturno do curso.

  • É assegurado ao estudante o direito de trabalho por 20 horas semanais no decorrer do curso e por 40 horas semanais nos meses de férias dos estudos.
  • A escola não pode ser escolhida aleatoriamente. Deve ser uma instituição que possua a creditação exigida. Elas são selecionadas pelo ILEP. É preciso verificar se a escola e o curso escolhidos fazem parte desta lista divulgada pelo ILEP.

Ah, e mais uma coisa! Constar na lista não quer dizer que é uma escola de qualidade, significa apenas que está regularizada.

  • Não são exigidos exames médicos.

 

Vantagens e desvantagens de estudar na Irlanda

Como você já deve ter constatado, estamos falando de uma trajetória que possui aspectos positivos e negativos. Existem desvantagens, dificuldades e apertos, mas em contrapartida há muitos benefícios, aprendizados, emoções e alegrias.

Aqui listamos os dois lados. Vamos ver para qual deles você pende?

 

Vantagens

intercambio na Irlanda vantagens desvantagens

Para quem quer estudar inglês e trabalhar ao mesmo tempo, a Irlanda é o destino mais em conta. Um intercâmbio de estudo e trabalho por aqui sai mais barato que nos outros países países que permitem a modalidade.

A localização da Irlanda, que faz parte da União Europeia, é excelente para quem conhecer outros países europeus. Até porque o país é hub da Ryanair, companhia aérea de baixo custo.

A obtenção do visto é menos burocrática se compararmos a países como Austrália, Inglaterra, EUA, Canadá e outros.

O estudante que adquire o visto na Irlanda pode trabalhar legalmente no país. Quem está em curso de mais de 6 meses, ganha o direito de trabalhar até 20 horas por semana durante os estudos (e 40h semanais durante as férias).

Com os ganhos do trabalho e pela facilidade de acesso, os alunos de intercâmbio podem viajar por todos os países da União Europeia e aumentar suas vivências. Isso possibilita experiências muito ricas culturalmente. Já pensou poder conhecer Holanda, Alemanha, Itália, França, Espanha, Portugal, Inglaterra e tantos outros a preços acessíveis?

Além de tudo que citamos, você já deve ter ouvido falar dos pubs irlandeses. Para quem gosta de balada — ou simplesmente de tomar uma cervejinha — não vai faltar diversão.

 

Desvantagens

É um destino de intercâmbio muito procurado por brasileiros. Isso pode dificultar o aprendizado do inglês, já que nesse caso a pessoa convive com muitos compatriotas.

Outra desvantagem é ter que encarar o frio e a chuva constantes. Mas isso você supera. Vai que dá!

Ah, tem mais uma coisa! Os sabores daqui não chegam nem perto da comidinha da mamãe. A comida é um dos motivos de reclamação frequente dos brasileiros.

No entanto, tudo tem jeito, e isso também. Com o tempo você vai se adaptando. Em último caso, você pode encontrar arroz e feijão (em lata) nos mercados e revelar seus dotes culinários, fazendo a própria comida.

 

Uma barreira cultural: a comunicação

intercambio na Irlanda

Essa não é bem uma desvantagem, mas acontece. Na verdade, são duas questões: a barreira da língua que o intercambista ainda não domina e o jeito de ser dos irlandeses.

Nem todo o mundo é tão espontâneo quanto o brasileiro. Tem gente que chega e entra na maior deprê achando que não conseguirá fazer amigos. Pode parecer que eles não querem conversa, mas não é bem assim. É uma questão cultural, cada povo tem seu jeito.

Conversar com todo mundo e abrir logo aquele sorrisão é coisa de brasileiro. Mas aos poucos a coisa se resolve. Com o tempo você vai aprendendo as manhas da língua, as gírias e vai percebendo que eles são um povo muito legal.

Aliás, pode ter certeza: entre os povos dos países desenvolvidos, os irlandeses estão entre os mais divertidos e brincalhões.

Um intercâmbio na Irlanda pode abrir muitas portas e trazer muitas possibilidades. É um aprendizado que será útil em todos os aspectos da vida. Engana-se quem pensa que a bagagem adquirida é só cultural. Mais do que nunca, abre-se espaço para os aspectos emocionais e sociais.

Depois de um intercâmbio, você vai se sentir uma pessoa ainda melhor. E, no fim das contas, é isso que todos nós queremos, não é mesmo?

 

Agora, você decide…

Aposto que agora sua vontade é arrumar as malas e partir, acertei? Mas ainda ficaram algumas dúvidas? Ah, a gente sabia que não dava para contar tudo em um post só. Por isso, resolvemos o problema.

Preparamos para você o livro digital Intercâmbio do Zero, perfeito para quem morre de vontade fazer intercâmbio na Irlanda ou em qualquer outro país. Por lá, colocamos muitos anos de conhecimento envolvendo viagens e intercâmbios. Tenho certeza que você vai gostar!

Intercambista, produtor de conteúdo e viajante compulsivo. Faz planos para o futuro diariamente e muda de ideia com a mesma frequência. Depois de morar fora, percebeu que ser tímido não é barreira para nada.